Dores musculares

Dores musculares

A acupuntura é famosa por seu efeito analgésico na dor e rigidez dos músculos. Às vezes, devido ao stress e fadiga muscular ou musculo contraturado sendo o seu movimento restrito. Com a acupuntura o movimento muscular é reiniciado. Aumenta o fluxo sanguíneo e oxigênio nos tecidos musculares, proporcionando-lhes uma alimentação e energia necessários para trabalhar ativamente. Doenças como a síndrome miofascial do músculo que causa dor aguda no pescoço, ombros, cotovelos e joelhos têm efeitos muitos positivos com a acupuntura. Junto com estes, tendinite, inflamação tensões e distensões nos músculos também são tratados com a acupuntura.

Princípios de ação da Acupuntura nas dores musculares

No local, vai melhorar a irrigação da zona que estamos a tratar, ao tratarmos o músculo que está contraturado, ou seja, onde existem pontos gatilho, vamos promover um alongamento da fibra. Muitas vezes, a causa inicial pode até ser articular, mas, por defesa, o organismo vai desenvolver as tais contraturas musculares e vai haver uma imobilização daquela zona, um défice de irrigação nas estruturas”.
Mas, afinal, qual é o efeito da agulha propriamente dita? "Tentamos encontrar o ponto mais próximo ao ponto motor do músculo, que é onde o músculo recebe a enervação e é onde normalmente se formam os tais nódulos da contratura muscular, os triger points. Ao entrar nesse ponto, a agulha provoca um efeito mecânico, a ‘local twitch response’ (LTR): o músculo contrai e relaxa, aumentando o comprimento da fibra. A partir daí desenrolam-se vários processos em que a agulha vai provocar uma alteração ao nível da bioquímica do local. Vai diminuir a concentração de substâncias vasoconstritoras, melhorando a irrigação da zona”.
Este é o princípio básico da agulha. Para além da inserção de agulhas finíssimas adicionamos a electroestimulação na própria agulha. Ao colocarmos electroestimulação associada, vamos provocar uma inibição da dor nos terminais nervosos de todo o segmento ao nível da medula. E vamos também ao nível do sistema nervoso central provocar a libertação de beta-endorfinas, que vão variar em função das frequências aplicadas no local.

A Acupuntura não serve só para tratar dores musculares.

A acupuntura vai ter um efeito terapêutico no músculo, mas ao estarmos a estimular determinadas zonas, também podemos promover alterações ao nível somático, ou seja, dos órgãos que estão associados a essa mesma enervação. Ao tratarmos uma zona de referência ao nível da perna, do nervo e da artéria tibial, vamos influenciar o sistema nervoso simpático, melhorando a irrigação da perna. E vamos também influenciar órgãos, vísceras, que compartam o mesmo segmento de enervação.

Podemos explicar da seguinte forma: ao libertar endorfinas vamos causar um efeito anti-inflamatório e analgésico sistémico em todo o organismo e produzir efeitos analgésicos em qualquer tipo de dor. É usada, por exemplo, no tratamento da dismenorreia. Ou de problemas gástricos, diminuindo a acidez e acelerando a cicatrizarão de úlceras. Outra vantagem está no facto de não implicar nenhuma toma de medicamentos, útil para pacientes com patologias que impeçam a toma de anti-inflamatórios ou analgésicos ao nível da dor.

Assim sendo, a acupuntura é eficaz em várias doenças musculares, esqueléticas e neurológicas. Esta terapia está indicada para aqueles que estão cansados de tomar medicamentos químicos, e que não vêm nenhum resultado. Também aconselhado para aqueles que não querem tomar medicamentos prejudiciais, este método é benéfico. Mas convém escolher um profissional qualificado para evitar qualquer efeito nocivo deste tratamento. Esta é uma técnica muito segura e uma técnica natural, sem dor e sem efeitos secundários.
Dores musculares


Enviar Email
Contacte-nos